• Redação Skyenergy

HOMENAGEM AO AMANHÃ

Atualizado: 22 de mai. de 2021

Porsche Mission E.



A Porsche apresenta o seu carro conceito de como deveria ser o seu primeiro carro esportivo da história movido a eletricidade. Sem deixar de lado a essência de um Porsche - desempenho e eficiência, dinâmica de condução e versatilidade diária - à base de tecnologias revolucionárias. E é claro, com um belo visual sensual e atemporal, isto é, um Porsche 911 elétrico, um Mission E. Abaixo os cinco objetivos estabelecidos pela Porsche para o Mission E.


"Propulsões complexas, eficientes e potentes constituem a nossa competência cerne - veja o 918 Spyder ou o 919 Hybrid." Gerente de projetos Mission E, Stefan Weckbach

Primeira missão foi a performance, com dois motores sincronizados de ímãs permanente PSM, semelhantes aos do 919 Hybrid da vitória em Le Mans, impulsionam o esportivo recuperando energia nas frenagens. Enquanto um está ligado ao eixo traseiro, o outro aciona as rodas dianteiras. Juntos, eles geram 440kW (600 hp) e permitem ao Mission E uma arrancada de 0 a 100 km/h em menos de 3,5 segundos, e de 0 a 200 km/h em 12 segundos. Os dois PSM são os turbos dos motores elétricos que transformam energia elétrica em tração uniforme e de alto desempenho, sem produzir muito calor. Não necessitam assim de longas pausas para esfriar o motor.


“A dinâmica longitudinal é fácil. É nas curvas que se vê o verdadeiro conceito de carro esporte.” Stefan Weckbach

Segunda missão foi o prazer de dirigir. Correr rápido em retas é fácil mais um Porsche ama curvas. Sabendo disso o conceito Mission E não abrir mão destas características e melhorou a distribuição da carga e baixou ao máximo seu centro de gravidade. As baterias ficaram alojado abaixo do veículo aprimorando a dinâmica lateral. O peso distribuído de forma uniforme sobre ambos os eixos proporcionou um perfeito equilíbrio. Assim, o sistema de tração integral por demanda com o Porsche Torque Vectoring pode mostrar todos os seus benefícios, transmitindo o torque dos motores à pista de acordo com a dinâmica de condução e a aderência. O carro conceito se agarra no chão com rodas de 21 polegadas na frente e 22 polegadas atrás. Como no 911 GT3 e no 911 Turbo, todas as rodas giram juntas e as curvas são feitas com maior rapidez e precisão, dando ao carro mais estabilidade. Típico equilíbrio da marca entre esportividade e conforto, alcançado por meio do chassi ativo que tem origem no 911.


“15 minutos de carregamento é razoável. O que é possível com 800 volts.” Stefan Weckbach

Terceira missão, aptidão no dia a dia. Falando em mobilidade elétrica, as matérias mais importantes são o tempo de carga e o tempo de autonomia. O Mission E abre novos horizontes ao falar sobre o assunto. Duplicando a tensão de carga convencional para 800 volts surtiu no tempo de carga e no peso menores dos cabos de cobre e de seção reduzida, suficientes para o transporte de energia. A bateria de íon-lítio foi desenhada de forma a possibilitar mais de 500 quilômetros com uma carga e com 15 minutos de abastecimento, isto é, 80% da carga, possibilitou 400 quilômetros de autonomia. Batizado de Turbo Charging a Porsche pretende utilizar este conceito e para isso, já existem planos de alimentar as estações de carga ao longo das rodovias alemãs com uma tensão de 800 volts. Claro que o Mission E não precisa de tudo isso pois este carro com tecnologia de ponta pode ser ligado a uma estação de carga rápida convencional de 400 volts ou, no conforto da garagem de casa na recarga por meio de indução. Para isso, basta estacionar o carro sobre a estação instalada no chão ao qual transmite a energia para o fundo do carro.


No próximo post teremos a continuação da quarta e quinta missão, referente ao design e cockpit respectivamente...


Inspire-se - Skyenergy Vislumbrando um Futuro Eletrizante

35 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

MCTI