• Redação Skyenergy

PB18

Atualizado: 12 de jul. de 2020

Audi e-tron PB18



Após a apresentação do carro conceito Audi Aicon em 2017, a Audi pela primeira vez participa em Pebble Beach Concours D´Elegance - Concurso de Elegância de Pebble Beach, evento de caridade automotiva realizada todos os anos em agosto em Pebble Beach Golf Links, em Pebble Beach, Califórnia, EUA; considerado o maior evento do gênero no mundo; apresentou o Audi e-tron PB18. Um conceito esportivo de alta performance totalmente elétrico.


“Queremos oferecer ao motorista uma experiência que só está disponível em um carro de corrida como o Audi R18. É por isso que desenvolvemos o interior em torno da posição ideal do motorista no centro. No entanto, nosso objetivo era também dar ao e-tron PB18 um alto grau de usabilidade diária, não apenas para o motorista, mas também para um passageiro potencial.” diz Gael Buzyn, chefe da Audi Design Loft de Malibu.

Medindo 4,53 m de comprimento, 2,70 m de entre eixo, 2 m de largura e apenas 1,15 m de altura, suas dimensões apontam para um moderno carro esportivo. Visto de perfil, nosso olhar é atraído por uma linha de teto levemente inclinado que finaliza em um maciço e largo pilar traseiro, uma coluna C característico de station wagon - perua. Inspirado no túnel de vento, com um amplo para-brisa, calçando rodas de 22 polegadas e pneus 275/35 na dianteira e 315/30 na traseira (possui freios a disco em fibra de carbono de 19 polegadas!), este conceito é capaz de alcançar de 0 a 100 km/h em pouco mais de 2 s.



Possui três motores elétricos sendo um que movimenta as rodas dianteira e dois localizados ao centro, movimentam as rodas traseiras. Todo sistema de tração é chamado de Quattro, marca registrada dos modelos esportivos da Audi de tração nas quatro rodas. Juntos eles desenvolvem 500 kW de potência, sendo 150 kW nos eixos dianteiros e 350 kW nos eixos traseiros, e no modo overboost, até 570 kW e 830 Nm de torque máximo.



Este conceito esportivo se destaca pelo seu cockpit - cabine do piloto, construído com um monocoque interno em forma de concha, que envolve o piloto e que desliza da lateral ao centro do carro para uma condução mais esportiva, como num monoposto de competição. Uma arquitetura tradicional de carro esportivo com o motor ao centro e centro de gravidade localizado bem atrás dos assentos e a frente do eixo traseiro, beneficiando a dinâmica e direção. Um carro formado por uma mistura de compostos de alumínio, fibra de carbono e multi-materiais, resultando em baixo peso.



Um esportivo que não foi feito somente para as pistas mais também para o uso em rodovias normais. Neste caso o "motorista", em modo de pilotagem "normal" não ao centro, pode limitar a velocidade máxima em favor de sua autonomia. Limitação que é facilmente desativada em uso em pista, e que se adapta às condições normais do dia a dia. Com 470 litros de espaço para carga, se mostra bem útil para transporte de bagagens e compras. E bem confortável já que possui suspensão independentes nas quatro rodas, com braços de controle transversal inferior e superior em sistema de hastes no eixo dianteiro e sistema de tração traseira. Em ambos os casos com amortecedores adaptativos magnéticos e arquitetura básica trazida do Audi R18 e-tron Quattro Le Mans.



Com uma visibilidade privilegiada, o motorista do Audi e-tron PB18 possui uma grande área envidraçada, de um grande para-brisa que parte de uma posição bem baixa, que possibilita o motorista de até visualizar as saídas de ar do capô. Montado dentro do campo de visão, o motorista ainda tem uma superfície transparente em OLED que informa dados de navegação e da eletrônica do veículo, análogo a um head-up display que projeta informações no para-brisa.


Os projetistas da Audi também deram uma atenção maior ao fluxo de ar que percorre por toda a carroceria. Desenho de um capô curto que mergulha profundamente na dianteira, saída de ar do difusor traseiro elevada e difusores que podem ser movido mecanicamente para baixo para aumentar a força descendente - downforce e por último o spoiler - aerofólio traseiro que normalmente é fixo, pode ser estendido pra trás, em alta velocidade, para uma melhor aerodinâmica.



O foco não está apenas no desempenho mas sim na máxima eficiência. O Audi e-tron PB18 recupera grande parte de sua energia na frenagem com seus motores elétricos. São os únicos responsáveis pela desaceleração do carro. Em casos extremos os freios hidráulicos são acionados. Com baterias em estado sólido, refrigerado a líquido, as baterias de 95 kWh, com carga completa, possuem autonomia de 500 km conforme o ciclo WLTP - Worldwide Harmonized Light-Duty Vehicles Test Procedures*.


Projetado para recarregar em 800 volts, suas baterias levam apenas 15 min para serem completamente recarregadas. Podendo ser recarregadas também por indução pelo AWC - Audi Wireless Charging que consiste em estacionar sobre uma almofada de recarga instalada no chão com bobina ligada a uma fonte de alimentação, que cria um campo magnético que induz uma tensão alternada para uma outra bobina instalada abaixo do carro. Se assim preferir.


*WLTP - Worldwide Harmonized Light-Duty Vehicles Test Procedures - procedimento de teste de veículos leves, substitui o NEDC - New European Driving Cycle, versão usada desde 1992 na Europa e que consistia apenas em testes em laboratório. Agora nos veículos serão aplicados testes em condições normais de condução.

Inspire-se - Skyenergy Vislumbrando um Futuro Eletrizante

35 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo