• Redação Skyenergy

FERDINAND PIËCH

Atualizado: 12 de jul. de 2020

Gerente apaixonado, engenheiro engenhoso e empreendedor visionário.



A industria automotiva mundial perde um de seus maiores mestres; em 25 de agosto de 2019, aos 82 anos morre Ferdinand Karl Piëch, filho de Anton e Louise Piëch, sobrinho de Ferry Porsche e neto de nada mais nada menos de Ferdinand Porsche. Reconhecido pela recuperação financeira da Volkswagen, e em seu comando por duas décadas criou um dos maiores grupo automotivo mundial, um dos principais conglomerados do setor.


Nasceu em 1937 em Viena na Áustria e se formou em engenharia mecânica na ETH Zurich em 1962. Iniciou uma carreira na Audi AG em 1972, assumindo o posto de CEO em 1988, mesmo posto alcançado por ele na Volkswagen Aktiengesellschaft em 1993. Em meio a uma crise financeira, problemas de qualidade e custos elevados, Ferdinand Piëch se viu obrigado a substituir diretores, renegociar contratos trabalhistas e rever toda a gama de produtos da marca. Determinado e obstinado, Piëch assumi a posição de Presidente do Conselho Administrativo da Volkswagen em 2002 e permaneceu até 2015.


"Ferdinand Piëch escreveu a história automotiva como gerente apaixonado, engenheiro engenhoso e empreendedor visionário. Desde os anos 1960, ele moldou significativamente o desenvolvimento do automóvel, impulsionando toda a indústria e, acima de tudo, a Volkswagen, transformando a empresa em um grupo de mobilidade global. Nossa empresa e seu pessoal devem muito ao Prof. Piëch. Com profundo respeito, nos curvamos ao trabalho de sua vida. Lamentamos com sua família e parentes. Sempre manteremos ele e o trabalho de sua vida em uma memória honrosa". Declarações de Hans-Dieter Pötsch, atual Presidente do Conselho de Supervisão da Volkswagen AG.

Prof. Dr. Ferdinand Piëch e suas equipes de desenvolvimento ultrapassaram repetidamente os limites do possível, do primeiro carro de um litro do mundo ao Bugatti Veyron de 1.001 hp. Acima de tudo, também trouxe qualidade e perfeição até o último detalhe na indústria automotiva, ancorando-a profundamente no DNA da Volkswagen. Olho com gratidão e grande respeito o trabalho de sua vida. Declarações de Dr. Herbert Diess, atual CEO da Volkswagen AG.


"Ferdinand Piëch era o cérebro da indústria automotiva. Como empresário, ele combinou o que era tecnicamente possível e economicamente sensato com responsabilidade social. Ele estava ciente da importância da co-determinação para a história de sucesso do Grupo. A Audi deve sua transformação em uma marca premium a ele", diz Peter Mosch, Presidente do Conselho Geral de Obras da Audi AG.

Para Bram Schot, CEO da Audi AG, um dos maiores pontos fortes de Ferdinand Piëch: Ele sempre ouvia os clientes e a equipe. Ele viveu o sonho da automobilidade a vida toda e foi o motor da inovação. Ele transformou a Audi em uma marca premium e criou uma liderança tecnológica com desenvolvimentos inovadores. Manteremos viva a memória de Ferdinand Piëch, um homem que uniu unicamente gênio com paixão e perseverança.


"Com Ferdinand Piëch, Bugatti perde o maior consumidor e um grande amigo da marca, um verdadeiro Bugattisti. Sem Ferdinand Piëch, a Bugatti não estaria onde está hoje. Sua visão de uma marca moderna de luxo francesa foi um deslumbrante hiper-esportivo que surgiu há mais de 20 anos. Toda a força de trabalho está profundamente abalada e aflita por ele", palavras de Stephan Winkelmann, Presidente da Bugatti.

Fazemos destas homenagens nossas palavras: "Ao Prof. Dr. Ferdinand Piëch, que escreve uma história automotiva como gerente apaixonado, engenheiro engenhoso e empreendedor visionário. Manteremos o trabalho de sua vida em uma memória honrosa."


Inspire-se - Skyenergy Vislumbrando um Futuro Eletrizante

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

AIWAYS

GRANSTUDIO